sábado, 9 de setembro de 2017

Na Noite, de Kathryn Smith

Sinopse:

Wynthrope Ryland é um experiente ladrão que usa o seu charme junto de mulheres bonitas e com posses para conseguir os seus bens valiosos. No entanto, essa vida de crime não é a que deseja para si e, quando jurou deixá-la, eis que tem de cometer o último crime para proteger a carreira e a família do seu irmão North. 

Moira Tyndale, uma imponente viscondessa, é o seu último alvo. Porém, quando o descobre já uma profunda ligação os une. Wyn percebe que não pode mais ignorar a sua paixão. Deve proteger os seus segredos e o seu passado, mas não pode protegê-la de si mesmo. 

Como pode ele escolher entre o desejo do seu coração e a segurança do seu irmão? (in Goodreads)



Opinião:

Há alguns anos que tenho este livro para ler e foi agora que decidi pegar-lhe. Um romance com um laivo a mistério e aventura, com personagens enigmáticas e um tanto dúbias, até tinha tudo para ser um belo romance, mas acabou por ser um romance normal, que não me fascinou.

As personagens são interessantes, em especial Wynthrope, uma vez que é a mais misteriosa de todas as personagens, tanto devido ao seu passado obscuro, como aos seus comportamentos para com Moira e as outras personagens, incluindo os seus irmãos, que também formam um conjunto interessante. 

O enredo, em si, é bastante interessante e todo o mistério à volta do passado de Wynthrope faz com que o livro de leia num ápice e que seja uma experiência agradável, uma vez que dá ao romance um certo ar de mistério. No entanto, a parte do romance em si não me seduziu. Não me cativou, talvez porque não tenha sentido uma grande inovação face a outros romances dentro do género. Porém, não é um mau romance, longe disso. Há química entre as personagens, tudo está bem delineado e criado, não há falhas a nenhum nível, há a dose certa de cada ingrediente que cria um bom romance. 

Dei-lhe valor e achei-o bom, mas não me agarrou. Talvez tenha sido por não ter encontrado nas personagens aquela chama que por vezes encontro nalgumas das que povoam os livros...não consigo encontrar um motivo suficientemente válido para não me ter delicado com esta leitura. No fundo, achei que é um romance bom, que se lê descontraidamente e que é uma boa distração. 

Em relação às descrições, estas também estão interessantes, cheia de detalhes úteis e interessantes, que ajudam na criação de um ambiente vitoriano e sofisticado. 

Gostei do mistério que envolve o passado de Wyn, da sua luta por Moira, dos momentos entre Wyn e os irmãos. A escrita também facilita a rápida leitura, uma vez que é fluída e sem grandes floreados. 

Assim, este é um livro que se lê muito bem, como a maior parte deste género de romances. Apesar de não ter sido daqueles que mais gosto, serviu o seu propósito de entretenimento. Recomendo a todos os que gostam de um romance com tudo o que estes costumam ter, mais alguma dose de mistério e ação à mistura. 

NOTA (0 a 10): 7

Sem comentários:

Enviar um comentário