quinta-feira, 21 de março de 2013

Oz, o Grande e Poderoso

Fui ao cinema por estes dias. Fui ver Oz, o Grande e Poderoso, de Sam Raimi. Um dos filmes que queria mesmo ver e que em nada me decepcionou! Fantástico!

Vi em 2D e acredito que tenha sido igual, pois pelo que vi, o 3D possível apenas iria acentuar alguns pormenores. 


O filme conta a história do Mágico Oscar Diggs, chamado de Oz no mundo artístico. Oz é um ambicioso mágico cujos truques até surpreendem. No entanto, o seu ar engatatão e um pouco charlatão, faz com que depressa arranje sarilhos na companhia em que está, vendo-se obrigado a fugir num balão de ar quente. O que Oz não estava à espera era que um enorme tornado aparecesse e devastasse aquela área do Kansas, levando consigo o balão de ar quente e Oz.
 
Depois de grandes atribulações, Oz vê-se num misterioso local. Fica a saber que está em Oz através de Theodora, uma bruxa que estava à sua espera junto ao rio. Theodora diz-lhe que há anos que todos o esperam, pois ele é o Feiticeiro prometido, que os havia de salvar das garras da Bruxa Malvada. É assim que Oscar, Oz, se vê na Terra de Oz, disposto a se tornar no Feiticeiro que iria governar a Cidade Esmeralda e toda a Oz. O que ele não estava à espera era de ter de confrontar a Bruxa Malvada, cara a cara. Oz vai precisar de toda a sua coragem (que não é lá muita) e de toda a sua força (que também não é muita) e de toda a sua esperteza. 
Numa verdadeira luta do Bem contra o Mal, onde nem tudo é claro, Oz vê-se envolvido numa trama que nem a sua mais mirabolante ideia podia imaginar. Para esta jornada pode contar com a Bruxa Bondosa, Glinda, e com os habitantes da Cidade de Glinda, e ainda com Finley, o macaco voador, e a Rapariga de Porcelana. Muitos sarilhos, muitos perigos, muita amizade e humor esperam quem for ver este bom filme que a Disney nos apresenta. 

Ora, eu gostei muito do filme. Gostei muito da interpretação de James Franco e das atrizes também. As personagens estão muito interessantes e não são básicas, antes pelo contrário, são bastante complexas, o que é bom. A banda sonora, de Danny Elfman, está mágica e faz com que o filme seja ainda melhor! O genérico está muito bom, fascinando-me logo. 
O filme começa a preto e branco, passando para cores quando Oscar chega a OZ. Este aspeto faz um contraste perfeito e muito bem conseguido, pois demarca um ponto do filme do outro. 

É muito interessante observar alguns pontos do filme. A meu ver, a ida do Feiticeiro para Oz é realidade, mas é uma realidade que lhe dá uma hipótese: a de se tornar em alguém melhor. É em Oz que Oscar vai ter de ser alguém melhor, mais bondoso, mais sincero, verdadeiro e corajoso. Vai ter de escolher. Há uma parte em que, no espectáculo na feira, uma rapariga de cadeira de rodas, espantada pela magia, pede-lhe para a fazer andar. Oscar, não tendo poderes para tal, desculpa-se e foge, acossado pelos espectadores e pelo olhar desiludido da rapariga que nele tinha acreditado. Em Oz, Oscar/Oz tem a oportunidade de reparar essa desilusão que provocara na rapariga. É ele que encontra a Rapariga de Porcelana, com as pernas partidas e sozinha. Oz concerta-lhe as pernas de porcelana e a Rapariga volta a andar. Existem outras partes em que é possível encontrar paralelos deste género, entre as ações de Oscar no Kansas e em Oz, sendo que estas ações são como que oportunidades para ele melhorar. Achei este aspeto muito interessante, uma vez que desenvolve uma noção de que é importante melhorar, ser verdadeiro e ajudar. E que também há que ter/dar novas oportunidades para que se melhor. 
Em relação ao "O Feiticeiro de Oz", este filme é como que uma prequela. Nele é contado como Oz se tornou Feiticeiro, o Feiticeiro encontrado por Dorothy no filme e no conto. É possível encontrar vários aspetos relacionados. É muito interessante. 

O aspeto visual é maravilhoso. Só por isso vale a pena. Mas a história é bastante complexa e interessante. Basta estar a visualiza-lo com olhos de observar e pensar. O filme tem mais sumo do que à primeira vista pode parecer. Não é tão simples como pode parecer. Vale muito. Vejam e comentem! :)














Podem assistir ao trailer:


NOTA (0 a 10): 10

6 comentários:

  1. Apesar de não ter muita vontade de ver o filme, adorei as imagens :)

    ResponderEliminar
  2. Olá Maria,
    Adorei o aspecto visual deste filme embora esperasse muito mais da Bruxá Má.
    Tens um selinho no meu blogue!
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá!

      Sim, também estava à espera que ela fosse mais má e que fizesse algo mais mau do que por o Oz a dançar aquela dança estranha. Mais ação com alguns perigos. Mas é Disney, acho que foi por isso.

      Obrigada =D

      Vou ver!

      Beijinhos =D

      Eliminar
  3. olá Maria,

    como já comentei com vc no cantinho, realmente esse filme é um mimo, q deve ser viso e revisto, ADOREI!!! A menina de porcelana é muito fofa, mas achei a história bem simples, sem grandes pretensões, e com imagens belíssimas! Valeu a indicação, e te aguardo no meu blog, certo?
    Bjs e boas leituras!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Amanda,
      é mesmo um mimo! Muito bom mesmo.Tão querida que ela é. Tem um grande destaque e está muito bem. O James Franco está maravilhoso! :)
      Sim, eu apareço!
      Bjs e boas leituras

      Eliminar