domingo, 12 de março de 2017

Para Sir Phillip, Com Amor, de Julia Quinn

Sinopse:

Sir Phillip sabia que Eloise Bridgerton tinha já 28 anos e era, pois claro, uma solteirona. Foi por isso mesmo que pediu a sua mão em casamento. Sir Phillip partiu do princípio de que Eloise estaria desesperada por casar e não seria exigente ou caprichosa. 

Só que...estava enganado. No dia em que ela lhe aparece à porta, torna-se óbvio que é tudo menos modesta e recatada.

E quando Eloise finalmente para de falar, ele percebe, rendido, que o que mais deseja é...beijá-la. 

É que, quando recebeu a tão inesperada proposta, Eloise ficou perplexa. Afinal, nem sequer se conheciam pessoalmente. Mas depois...o seu coração levou a melhor e quando dá por si está numa carruagem alugada, rumo àquele que pensa poder ser o homem dos seus sonhos. Só que...estava enganada. Embora Sir Phillip seja atraente, é certo, é também um bruto, um rude e temperamentalmente bruto, o oposto dos gentis cavalheiros que a cortejam em Londres.

Mas quando ele sorri...e quando a beija...o resto do mundo evapora-se e Eloise não consegue evitar a pergunta: será que este pesadelo de homem é, afinal, o homem dos seus sonhos? (in Goodreads)


Opinião:

Neste quinto livro encontramos a irmã Eloise Bridgerton. Já quase com 30 anos, Eloise está em risco de ficar solteira. Até que começa a corresponder-se com Sir Phillip, um homem também por volta dos 30. Em Para Sir Phillip, Com Amor, Julia Quinn oferece-nos mais uma aventura romântica bem apimentada e divertida, como ela tão bem sabe escrever! Até agora gostei de todos os livros da série e não desilude, mantendo-se fiel ao seu estilo, tanto a nível de escrita como de enredo. 

Gostei das personagens. Eloise já me tinha agradado nos outros volumes onde aparece e neste então, está mesmo bem. Muito "senhora de si", cheia de personalidade e muitíssimo faladora e cheia de opiniões, Eloise é uma mulher interessante, perspicaz e muito independente, daí ainda não ter casado, tendo mesmo recusado muitas propostas de casamento pelos motivos mais pequenos, mas relevantes para ela. Também gostei de Phillip, um intelectual e homem do campo, a fazer lembrar uma mistura de Heathcliff (O Monte dos Vendavais, Emily Brontë) e Gabriel Oak (Longe da Multidão, Thomas Hardy). A forma de interação das duas personagens e toda a embrulhada romântica em que se metem está excelente! É uma autêntica aventura, com alguns laivos de drama e tensão à mistura. 

A forma como todo o enredo em torno do romance acontece está muito bem. Não há alta sociedade, nem bailes, como nos livros anteriores. Há campo, aventura e muita emoção. Também há mais questões morais, existências e emocionais envolvidas e as personagens são bastante adultas, bem maduras e com muita fibra. Apesar da formula do enredo ser semelhante à dos volumes anteriores, neste livro há espaço para menos momentos de indecisão e embirrações das personagens femininas em relação a certos aspetos que acabam por ocorrer em certas alturas da história. 

Também gostei do contexto. Uma casa de campo, longe daquela azáfama da alta sociedade londrina, a intriga social...isso é colocado de lado neste volume, tornando-o diferente. Não há o mistério da autora das críticas sociais, uma vez que fora desvendado no volume anterior, o que deu espaço para outras paragens e outros contextos que não a cidade e os bailes mais frequentados e mais chiques de Londres. 

A autora mantém a escrita a um ritmo muito fluído, emocionante e divertido, sabendo sempre dar a entoação correta, através da construção frásica, de acordo com os diferentes momentos e sentimentos que vão decorrendo ao longo da narrativa. Apesar da narrativa em si ser bastante linear e parecida com a dos anteriores, as situações e peripécias que Julia Quinn dá às suas personagens são sempre únicas e excelentes, sempre de acordo com as personalidades das personagens. 

Mais uma vez encontrei de tudo um pouco: emoção, perigos, drama, diversão, amor...tudo o que um bom romance deve ter! A juntar a isso tudo, a beleza gráfica destes livros. Devo referir que a capa deste é maravilhosa, a meu ver. Muito muito bela e mais de acordo com a seu interior do que as dos livros anteriores, com excepção do segundo, Peripécias do Coração, que também está muito bem. 

Assim, recomendo sem reservas a todos os que gostam de um bom romance! 

NOTA (0 a 10): 10

8 comentários:

  1. Respostas
    1. Olá!

      Toma nota e espero que gostes, começa com o Crónicas de Paixões e Caprichos!

      Bjs e boas leituras

      Eliminar
  2. Boa Noite Miss Lamora,

    Engraçado como são os gostos, não? Eu tenho esses livro para ler, pq ganhei de presente, mas nunca tive curiosidade em lê-los, não me atraem, mesmo tendo a capa bonita, serem bonitos, mas a história não me chama atenção, quem sabe agora com sua resenha, q está me servindo como estímulo, eu não comece a ler esses, livros, não é? Parabéns pela resenha, muito boa, muito bem escrita. Fico por aqui, bjs! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Amanda,

      Claro, se gostássemos todos do mesmo era monótono!
      Agora já despertei um pouco a tua curiosidade, ainda bem!
      Dá-lhes uma oportunidade, são histórias leves, engraçadas e românticas e nada de lamechas.

      Depois quero saber a tua opinião!

      Bjs e boas leituras

      Eliminar
  3. Viva,

    Ora aqui está uma boa prenda para dar à corvinha, fica registado :D

    Bjs e boas leituras

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Fiacha!

      Sim, sem dúvida =D
      Aposto que vai gostar!

      Bjs e bosa leituras

      Eliminar
  4. Concordo contigo, só não o saberia dizer tão bem.
    Gosto muito desta escritora dentro do género, leve e brejeira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma leitura leve, com estilo e despreocupada! Completamente.

      Também sabe bem ler livros assim =)

      Bjs e boas leituras

      Eliminar